Great Snakes

Tintin – Admito que vimos esse filme apenas para passar o tempo, com o objetivo de engatar uma sessão dupla em Melancholia (fracassamos). Mas foi divertido. Visual muito bonito, principalmente nas cenas de deserto e mar. Talvez os melhores seres humanos já retratados em filmes de animação. Bastante expressivos, especialmente o alcoólatra Capitão Haddock, destaque do filme, interpretado pelo eterno Andy Serkis (Gollum, King Kong). E a fotografia do filme é caprichadíssima, como em todos filmes do Steven Spielberg. Nota 8.8

Anúncios

I have beautiful eyes

Rio – Não gosto nada de ter a versão 3D como única opção para assistir a um filme, mas enfim. Não mais falarei sobre como é PIOR assistir 3D do que formato tradicional. A verdade é que, mesmo tendo pago quase o dobro do valor normal de uma sessão, valeu a pena ter ido ver esse tal de Rio, dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha.

É justamente o fato de ser dirigido por um brasileiro de verdade que garante a legimitidade do filme (como por exemplo as mesas e cadeiras de plástico no calçadão). Mostra um Rio de Janeiro muito fiel à verdade, sem ser estilizado demais, no estilo do que fizeram em Paris com Ratatouille. Claro, é um pouco enfeitado, os coqueiros são mais bonitos, tudo é mais vivo e verde, como se espera de uma animação.

Acho que lidaram bem com o lance de fazer um filme falado em inglês no Brasil sem fingir que inglês é a língua que se fala ali. Ok, 95% das pessoas, incluindo vilões favelados, parecem dominar o idioma, mas também seria uma confusão ficar misturando muito português com inglês num filme para crianças.

A cena da Sapucaí estava linda, assim como todas as cenas que mostram o Rio de cima. Claro que está tudo no contexto Copa do Mundo/Olímpiadas vêm aí, com todos os prós e contras.

O elenco de vozes é bem variado e funciona muito bem, incluindo Anne Hathaway, Jesse Eisenberg (nerd do filme do Facebook), Rodrigo Santoro, Tracy Morgan (o moreno engraçado do 30 Rock), Jamie Foxx e will.i.am E um dos momentos mais engraçados do filme foi o pássaro vilão dublado pelo Jemaine Clement fazendo um número musical total estilo Flight of The Conchords. Nota 9.0

More like Unlucky Rabbit

comme-des-garcon-oswald-1

Aprendi agora, lendo sobre o Up, que o primeiro personagem criado pelo Walt Disney foi, na verdade. um coelho chamado Oswald. Quando teve os direitos desse personagem meio que roubados por um executivo da Universal chamado Charles Mintz (o desnecessário vilão do Up se chama Charles Muntz), Walt criou o Mickey Mouse, que não passava de um Oswald com orelhas redondas. Que o rato rapidamente ultrapassou o coelho em popularidade, não precisa nem ser dito.

Caer con estilo

Uma boa maneira de treinar desenho é com bonequinhos. O Lucas tem me pedido pra desenhar alguns dos bonecos que ele tem e acabou que foi um bom exercício: posicionar os bonecos em ângulos inusitados pra aprender como se desenha braços, pés e pernas nas mais variadas poses.

Gostei muito desse Buzz Lightyear de costas que saiu hoje, apesar de ter algumas falhas, já que eu estava desenhando sem borracha, sem Ctrl+Z:

buzzlightyeargraph

Poor kid!

Eu leio diariamente tiras de Mutts, Calvin, Garfield, Macanudos, Wulffmorgenthaler, Saturday Morning Breakfast Cereal, entre outros. Geralmente são todos bons, mas eu diria até que as do Calvin raramente me pegam. Agora, dessa eu gostei bastante: