Tall and tan

IMG_7517

IMG_7623

IMG_7640

IMG_7675

IMG_7687

IMG_7718

IMG_7791

IMG_7832

IMG_7871

IMG_7874

IMG_8136

IMG_8301

IMG_8391

IMG_8467

macinteiro_zoom_lofi

panolemelofi
Depois de Porto Alegre, Gramado, Garibaldi, Rosa e Imbé, finalmente a Chi fez a primeira viagem de avião dentro do Brasil. O destino: Rio, Brasil tipo exportação, no Carnaval. Eu já tinha ido duas vezes ao Rio, mas não tinha visto nem o Cristo. Uma vez foi em maio de 2002, com o Nego e o Galera, para um show do Mogwai e uns jacarés no Leblon. A outra foi em dezembro de 2005, para uma entrevista mega secreta para entrar no Big Brother.

Dessa vez, ficaríamos na casa do amigo Koch, ex-colega do meu irmão. Mas, de última hora, recebi um convite bastante tentador da amiga Carol Althaller para ficar com ela e sua mãe no bairro Humaitá. E foi uma boa, elas são muito queridas e nos deixaram muito à vontade. Pena que no fim nem conseguimos encontrar o Koch, que perdeu seu celular em meio à folia do carnaval e seus bloquinhos de rua.

Fizemos bastante coisa: Cristo (ainda com tempo ruim), Leme, Copacabana, Ipanema, Leblon, Niterói, Santa Teresa, até na Sapucaí a gente foi, algo que eu achava que nunca faria. Porém fomos pra ver a Série A, que custa 10 reais, enquanto a Série Especial vale 400. O grande destaque do desfile foi o gari Renato Sorriso, espetacular. Das escolas, assistimos apenas três: Santa Tereza, que teve duas alas cujas fantasias não chegaram a tempo, Parque Curicica e Estácio de Sá.

A maioria do tempo estivemos acompanhados pelo nosso ex-colega de casa e cabelereiro exclusivo Dario Manghisi, sua namorada e suas primas. O que faltou foi visitar o Jardim Botânico, o Maracanã e uma favela. Até teve festa no Vidigal, mas somos velhos e declinamos. Fora a Apoteose, única noite em que tivemos no Carnaval foi na Lapa, para uma cerveja com o casal Daniel e Maria Alejandra (que são chiques e foram ao camarote da Brahma no dia valendo)
.
O Rio realmente é um espetáculo, especialmente nas vistas e na natureza. Pegamos ônibus e metrô de madrugada e em nenhum momento rolaram ameaças ou coisas suspeitas (fora umas correrias na Lapa, mas estávamos protegidos por uma cerca do bar SóKana). Tudo tranquilo e civilizado. Surpreendente, sabendo que era Carnaval. Destaque do transporte público vai para as alucinadas vans, que levam o pessoal pra cima e pra baixo em velocidade máxima e com comediantes como trocadores. Carioca adora fazer piadinha sem graça, mas quando dão pra ser engraçados, são muito engraçados.

E, vamos combinar, Porto Alegre poderia usar um pouco mais de açaí, água de côco, suco e bom humor. Além da praia, claro. O resto das fotos, aqui.

PS: fiquei com “Do Leme ao Pontal” o tempo inteiro na cabeça.

2 comentários sobre “Tall and tan

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s