Vale?

Levei os dois paulistanos Rodrigo Levino e Marcelo Costa para comer no Kiosco ao fim do show do Mercury Rev. Deliciados com a qualidade do hambúrguer (tudo é feito artesanalmente, desde o pão até o ketchup agridoce) e os preços módicos praticados na casa (5 pila pelo básico, quase tão barato quanto um kebab qualquer), eles começaram a me falar sobre os preços praticados hoje em dia na capital paulista.

É um assunto que me deixa sempre muito apavorado, o aumento vertiginoso dos preços no Brasil. De uns anos pra cá, com essa história de SÉTIMA ECONOMIA DO MUNDO e etc, todo mundo acha que o país virou um lugar para magnatas. Que todo mundo tem grana pra caralho. Ok, tem uma galera que tem grana pra caralho, mas tem uma galera que não tem nada. Tem alguma coisa muito errada aí e logo isso vai estourar em algum lado.

Quando um lugar cobra 28 reais pelo hambúrguer básico, temos problemas. E o erro não está nem no preço e sim em quem paga. NUNCA pagaria esse valor por um hambúrguer (especialmente desde que eu faço um hambúrguer delicioso com minhas próprias mãos).

Se alguém vende camisas PÓLO que nem “de marca” são por 200 reais, alguém deve comprar. Não entendo como uma loja dessas segue aberta. Afinal, uma camisa pólo NUNCA vai ser mais do que uma camisa pólo. De camisa pólo não passa, eu garanto. Nenhuma camisa pólo deveria custa mais de 30 reais.

NOVENTA reais o espeto corrido? Mais 10%? Mais bebida? Mínimo 105 reais nessa conta, por pessoa. Quem paga por isso? Por favor.

E me dizem que ingressos para o show do Bob Dylan em SP chegavam a custar mais de 1100 reais. MIL E CEM REAIS. Porra, tem um show do ERIC CLAPTON rolando HOJE no Royal Albert Hall, em Londres e custa entre 70 e 90 libras. E o problema é justamente: se podem cobrar 1100 reais é por que algum idiota paga.

Outro exemplo gritante foi o caso dos jogos de Peñarol x Inter em Montevideo. Aqui a lista de preços de ingressos:

A continuación les detallamos el valor de las entradas para el encuentro del jueves:
TRIBUNA ÁMSTERDAM- $ 190 (socios $130)
TRIBUNA COLOMBES- $ 150 (socios $100)
TRIBUNA OLÍMPICA- $ 290 (socios $200)
TRIBUNA AMÉRICA- $ 350 (socios $220)
TRIBUNA AMÉRICA (sector de Inter)- $ 1000

Ou seja, torcedor colorado que quisesse acompanhar o Inter no Uruguay, além da viagem (desconsiderando gaúchos moradores daí) teria que morrer entre três e cinco vezes mais grana do que os carboneros. Um absurdo, um disparate flagrante, claramente levando em conta o quão PATOS são os brasileiros, os novos-ricos da América.

Acho que a chave dessa situação não é apenas que muita gente no Brasil realmente tem grana para gastar, mas que há uma grande parcela da classe média que não tem tanta grana assim e adora ostentar, dizer que gastou não sei quanto em algo que na verdade não custa tanto assim. É claro que não quero aqui pregar pela baratização de tudo, pelo Made In China geral. Afinal, há gastos em tudo, isso tem que ser coberto de alguma maneira. Mas não vão me convencer de que essas coisas que eu listei realmente valem o preço cobrado no Brasil. Há preços honestos e há preços abusivos. Brasileiro falha em notar isso. E ainda tem a galera que não tem grana MESMO e compra a versão pirata de um Nike Shox. Ou pior: poupa vários meses de salário para poder comprar um verdadeiro (que invariavelmente vai ser roubado na rua, qualquer dia desses).

Na questão das roupas, posso dar o testemunho das pessoas com quem convivi em Sydney e em Barcelona: todo mundo compra seus básicos (camisetas, casacos, jeans) nas lojas baratas, como Cotton On, JayJay´s, H&M, Zara, Celio, Lefties, etc. São tipo as Renner e C&A daqui. Porém bem mais baratas. Hoje em dia, no diabo do Brasil, até essas lojas vêm subindo os preços, sistematicamente. O pessoal vai pagando, eles vão subindo.

E o pior: lojas como Zara, que vendem em Barcelona uma camiseta em oferta por 3 euros, aposto que empacotam o resto de tudo que não vendem e mandam pra loja do Iguatemi, em Porto Alegre. Chegando ali, colocam a mesma camiseta a 30 reais e vende como água.

Sem contar o estupro que são os impostos no Brasil, principalmente no que toca eletrônicos. Televisores, videogames, a diferença de preço é exorbitante e grande parte da culpa é dos impostos. E depois não sabem por que a pirataria é tão profissional no Brasil e por que a Sony nunca fez propaganda de Playstation 3 no país. O mercado é todo por fora. É um imposto muitas vezes infrutífero, por que não recolhe nada, muito pouca gente compra jogos e consoles originais. Meu irmão acaba de comprar a mesma TV que eu comprei aqui por 300 euros. Em Porto Alegre, na Multisom, sai por 1200 reais, chorando. Preço da etiqueta: R$1400,00.

E a história de que algumas aréas de São Paulo ficaram mais caras do que Manhattan? Mesmo com o trânsito impraticável, qualidade de vida frustrante e casos tipo esse. Enfim, apenas colocando em palavras desordenadas algo que eu vinha discutindo há um tempo com alguns amigos.

Anúncios

6 comentários sobre “Vale?

  1. Lique, não vale.

    E só para ilustrar:

    Parte das roupas da ZARA, marca espanhola de grande destaque no mercado, são produzidas localmente (Vale do Rio dos Sinos, por exemplo). Aí o cara compra lá no Iguatemi por 30 reais, como disseste (na verdade, mais do que trinta), e acha que tá comprando bem, uma boa grife importada!!! Já na Espanha, o posicionamento da marca é diferente: os preços são muito mais acessíveis! Aqui no Brasil, os valores são MUITO superiores aos de uma C&A, por exemplo. Por aí, concorrem com.

  2. Um detalhe a ser lembrado e’ que la’ a inflacao e’ muito maior que aqui, Lique. Com uma inflacao real de quase 10%, todos os precos deveriam dobrar a cada 7 anos.
    Concordo que o IMPOSTO-TROUXA e’ pago geral la’ no Brasil, o que sustenta essa economia bombada virtual, mas nao da’ pra ignorar que os precos tem que naturalmente subir.

    • tudo bem, mas nao acho que o salário mínimo tenha a ver com o valor do show do bob dylan. inclusive, o proprio marcelo estava dizendo que era mais barato pegar um voo bate-e-volta e pagar hospedagem para ver o show em buenos aires do que assistir em sao paulo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s