Rano Pano

Eu tenho certeza de que todo mundo tá de saco cheio de ver fotos que eu tirei em Sitges. Certamente tem umas fotos muito parecidas com outras levas de Sitges, mas azar. Aproveitei o belíssimo dia do sábado passado para levar minha mãe à cidadezinha. No fim do dia, um belíssimo pôr-do-sol.

Mas nós, amadores que somos, saímos da beira do mar logo que o sol se escondeu. Quando entramos no trem pra voltar pra Barcelona, nos demos conta da cagada: o céu virou um rosa incrível, parecia uma tempestade de algodão doce. Só me restou tirar umas fotos PODRES de dentro do trem. O sentimento que me deu foi exatamente esse: quando tu vai num show e acha que já terminou, vai embora. Quando tá na rua, escuta que a banda voltou e tocou tua música favorita. Affff.

Ou quando o Beto quis ir embora cedo de Grêmio 4 x 4 Fluminense. Perdemos os dois gols de empate do tricolor, marcados por RÔMULO e Herrera.

Hoje saí do trabalho (ADORO sair 15:00 do trabalho na sexta-feira) e fui dar uma volta geral de bicicleta com a mãe. Acabamos na Sagrada Família. Passando na frente, vimos a porta aberta e entramos. Caímos dentro da capela subterrânea da igreja e assistimos a uma missa inteira (porém curta) em italiano. Uma experiência interessante. Só faltou comer a hóstia. A missa foi dedicada ao primeiro filho do meu primo Fabio, Matheus, que nasceu há 3 horas, no Hospital Moinhos de Vento em Porto Alegre.

Anúncios

4 comentários sobre “Rano Pano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s