De gràcia

Algumas fotos das Festas de Gràcia, que rolaram durante a semana passada. Voltamos lá no sábado de noite para conferir. Eles enfeitam as ruas com material reciclado, é uma competição, tipo escola de samba. Bem bonito.

E Gràcia é um bairro interessante, não tinha ido lá ainda. Tem umas lojinhas e uns restaurantes legais.

Anúncios

Monkey Magic

Macaquices pela vizinhança. E um monte de foto da Chi.

Figo

Uma boa sugestão de café da tarde: pão de cereais com iogurte grego, mel e figos. E café. 🙂

Rooftops

Semana passada, aproveitando a presença de vários visitantes brasileiros ao verão de Barcelona, rolou um churrasco legal no terraço do prédio de um casal de amigos, mais no centro antigo de Barcelona. Pessoal muito parceiro, foi uma noite divertida.

Como dá pra ver, o terraço dos prédios daqui são feitos em desnível, para que a água escorra rápido quando chove. Fica interessante, bom pra andar de skate e patinete, ruim pra quem tá bêbado.

Algumas fotos registrando o início dos trabalhos, depois ficou escuro, a carne começou a sair, a cava começou a pegar e eu larguei a câmera. Por isso, apenas fotos de quem chegou cedo.

Redrum

Como prometido, comprei 700 gramas de camarão, dessa vez crus. Fiz ao alho, óleo e salsinha. Dessa vez, seguindo conselho da mulher do mercado, não limpei nada. Joguei os bichos inteiraços.

Confesso que prefiro limpinhos, por que a cabeça estoura quando tu cozinha o bicho e fica uma calda vermelha que eu não curti tanto quando o alho e óleo purinho. Mesmo assim, curti, fiz uma sujeirada comendo.

Je ne regrette rien

Inception – Treze dias depois do seu lançamento na Espanha, consegui, afinal, assistir ao filme mais falado dos últimos tempos. Mesmo que ninguém tivesse falado, eu teria ido assistir igual, afinal, se trata do trabalho de um dos caras mais geniais da indústria cinematográfica, Christopher Nolan, o cara que nunca fez um filme meia-boca. Dá para apontar alguns poréns: a trilha sonora poderia ser um pouco mais diferente da do “Dark Knight”, ou poderiam ter usado um conceito tão genial para um filme menos calcado em ação e tiros. Mesmo assim, é o melhor filme do ano, inapelavelmente. Nota 10.

Froot

Outro dia a Bruna, que faz, entre várias coisas, teatro, me pediu umas fotos dela, para ter e tal. Fizemos algumas, caminhando pela vizinhança de Barceloneta. Aí estão algumas das que eu gostei mais. 😉