The rusty trombone

Feriadão passou, um carnaval de rua sem nenhum sentido que se instaurou nas ruelas de Barceloneta, nonstop, durante o feriadão. Barulheira, samba, fogos e bebedeira totalmente injustificados (não faço idéia do que seja a comemoração e nem tenho vontade de descobrir).

Pelo menos estava assim no sábado ao meio dia e ainda estava assim nessa segunda de noite, quando chegamos de viagem. Uma escapulida não-intencional porém PROVIDENCIAL.

Em breve falo mais sobre isso, já que amanhã devo começar a trabalhar num lugar meio xarope, vendendo televisores, câmeras e aparelhos de imagem. Um lance meio “Virgem de 40 anos“, como o Mala bem apontou. Vamos ver se vai dar certo.

Cheguei hoje do feriadão e vi QUINZE emails de uma espécie de supervisora explicando promoções, comissões e outras coisas absolutamente abstratas para alguém que nunca trabalhou no RAMO. Não tive a MÍNIMA condição de digerir qualquer coisa das dezenas de .docs, .ppts e .pdfs que ela me mandou. Pelo menos acho que serei pago para assistir a Copa em dezenas de televisores de alta resolução, o que não é nada mal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s