In God We Rust

Fui ver a Bienal hoje, no Centro de Forno Alegre. Decepcionante. Posso dizer sem medo de errar que é a Bienal mais fraquinha de todas que rolaram em Poa. Em todos galpões do Cais do Porto, apenas 2 peças dignas de nota: uns vídeos de animação em stop motion que tão rolando dentro de uma casinha secreta que ninguém entende que dá pra entrar e assistir e essa maquete aí cheia de grafitagem de protesto.

No Margs tem alguma coisa muito legal de desenhos e gravuras, vale a pena conferir. No Santander, me disseram que era uma merda, eu acreditei e nem fui. Ouvi rumores de que a verba de Bienal baixou de R$10 milhões pra R$7 milhões, ao mesmo tempo em que chamaram o dobro do número normal de artistas. Resultado: nível baixíssimo dos trabalhos. O melhor deles, na real, estava na rua, essa casa estufadona. Curti afu.

Mesmo assim, deu pra ver outras coisas que não são parte da Bienal, exatamente. No Gasômetro tá rolando uma exposição chamada “Tempestade”. Muito bom, assim como alguns desenhos exibidos na sempre boa Galeria Iberê Camargo, que fica nos fundos da Usina, no primeiro andar. São da artista Nara Amelia Melo, de Santa Maria. A série é intitulada “Um céu de abismo”. Tão bom que tive que passar pra ver duas vezes, pra digerir. Tem alguns exemplos de desenhos dela aqui. Curti bastante.

PS: detalhe para o surrealismo dos esquilos do Zaffari perambulando pelo Centro.

Souleymane

Goodbye, Solo – Abaixo do que eu esperava. Mas o senegalês é uma simpatia, como todo africano parceiro. Nota 8.0

PS: a boa novidade foi o local onde fui para assistir o filme. O Instituto NT de Cinema e Cultura tá funcionando numa mansão ali na Marquês do Pombal 1.111, atrás do Hospital Militar. Na parte principal da casa, exposições (tá rolando uma chamada Circo Fellini), na parte que seria uma garagem ou algo parecido, fizeram uma modesta sala de cinema, com menos de cinquenta poltronas grandes de couro.

Permito-me criticar uma coisa: as poltronas são um pouco altas demais para uma platéia plana, é impossível assistir ao filme sem estar em postura totalmente ereta (o que pode ser bom, afinal, postura sempre é bom).

Na parte de fora, um simpático café, um ambiente bem agradável, ao ar livre. Espero que dure bastante (o fato de a sessão ter sido exclusiva pra mim não é bom sinal). Mas desconta-se o fato de que era uma terça de tarde. Ponto super positivo: é o cinema mais perto da minha casa, disparado.

Smoke gets in your eyes

Prainhaciga

Porra, será que é pedir demais não querer ficar fedendo a cigarro o fim de semana inteiro depois de sair de noite em Porto Alegre? É muito desgradável tu acordar sábado de manhã ao meio-dia pra ir jogar um futebol amigo e estar com a PELE fedendo a cigarro.

O cara tem que tomar banho ANTES e DEPOIS de sair. DEMORÔ pra proibirem essa merda de cigarro em lugares fechados por aqui.

Tonight it shows

22 de Outubro, esse é um dia que, por algum motivo, eu tenho na cabeça como um dia importante. Já há muito tempo tenho a data 22/10/2010 como uma data importante, só falta um ano!

E há quase um ano, 31 de Outubro do ano passado, tive uma das noites mais divertidas da história, a foto debaixo denuncia:

joka!!!

Daqui um ano veremos o que passou.