Feelings… why? Oh, my: human needs. Heartbeats.

Como eu vinha suspeitando, acabo de perder meu emprego fixo. A crise financeira mundial finalmente atingiu esse blog. Hehe. Ainda receberei por duas semanas, sendo apenas uma de trabalho, mas, devido a uma flagrante escassez de trabalho, não vou poder continuar no escritório procurando alguma coisa pra me ocupar.

Não é o fim do mundo, não fico nem chateado, pode ser uma mudança boa, que, se eu conseguir de fato uns trabalhos de frilas, vão me dar a oportunidade de conhecer gente nova, interessante. Alguns novos bons nomes podem aparecer no meu currículo, também. E outra: legalmente, tava quase chegando na hora de eu parar de trabalhar full time. E mais: trabalhando frilas, naturalmente, trabalharei menos, mas, por dia, ganharei mais, o que não é de todo mal, especialmente no verão.

spork

Mas o que isso muda, MESMO, agora, são meus planos para o futuro próximo. Com essa virada, a possibilidade de eu ficar na Austrália além do tempo meu visto diminui drasticamente. Ou seja: preciso começar a planejar os meses que virão depois de Maio.

O plano rápido agora seria o seguinte: conseguir o máximo de trabalho possível até o fim de Abril (certamente o, agora ex, chefe vai me chamar se ele conseguir algum trabalho), viajar por umas semanas aqui por perto antes de largar da Austrália, ir pra Porto Alegre para um pitstop estratégico (e para ver o Grêmio ganhar a Libertadores), depois partir para a próxima expedição, que ainda não foi decidida. Mas há umas IDEIAS flutuando na geléia desforme do meu cérebro.

Sem alarde, tudo ocorrendo dentro de um padrão esperado. E, por favor, parem de achar a gente decide alguma coisa do que acontece na nossa vida. Pelo menos a minha, está muito claro, fica por conta da sorte e da aleatoriedade. Mais notícias, sempre aqui, exclusivas.

12 comentários sobre “Feelings… why? Oh, my: human needs. Heartbeats.

  1. caçarola!

    não entendo tu escrever sobre isso com toda essa SERENIDADE, e com MIL DESESPEROS quando a notícia é algo como a perda de um passaporte. hshe. mas que bom, que bom tu encara assim. boa sorte.

  2. talvez nesse caso eu seja mais uma vitima do que um culpado, por isso fico bem mais tranquilo, correto? o passaporte foi uma cagada minha, isso que ta’ acontecendo esta’ longe de ser fruto de algo que eu fiz. muito mais facil de lidar com.

    e a forma como as pessoas reagem em situacoes ruins inesperadas e’ o que separa o joio do trigo.

  3. Essa é a beleza de alguém SERENO. Admiro-te, Mala! Isso poderia parecer o fim do mundo para alguns (muitos). Mas enfim, baseado no teu histórico, tem grandes chances de tu sair na rua amanhã e achar um emprego ainda melhor. E qualquer coisa tem sempre POA, o Greminho, os amigos e o sorvete do Jóia. Dá-le campeón!

  4. a onda agora é voltar pro brasil. decidi isso pra 2010. vamos achar algum jeito de ganhar dinheiro fácil e já é. tu é um cara que não abusa das finanças, já tem a passagem de volta e uns dólares pra não se abalar.

  5. “E, por favor, parem de achar a gente decide alguma coisa do que acontece na nossa vida.”

    BINGO.

    E o campeao da Liber vai ser o NACIONAL QUERIDO.

    PARAGUAY NOS CANO.

  6. Pingback: This is a friendly reminder « sambamaioral

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s