Half Nelson

6 meses fechados.

6 meses fechados.

I’m wandering round and round
Nowhere to go
I’m lonely in Sydney, Sydney is lovely so
I cross the streets without fear
Everybody keeps the way clear
I know I know no one here to say hello
I know they keep the way clear
I am lonely in Sydney without fear
I’m wandering round and round here
Nowhere to go
While my eyes go looking for flying saucers in the sky
Oh sunday, monday, autumn pass by me
And people hurry on so peacefully
A group approaches a policeman
He seems so pleased to please them
It’s good at least to live and i agree
He seems so pleased at least and
It’s good to live in peace and
Sunday, monday, years and i agree
While my eyes go looking for flying saucers in the sky
I choose no face to look at
Choose no way
I just happen to be here and it’s ok
Green grass, blue eyes, blue sky – god bless
Silent pain and happiness
I came around to say yes and i say
But my eyes go looking for flying saucers in the sky

Tonight is not the night

Cheguei em Sydney, estou na Estação Aeroporto, esperando o trem pra cidade. Chove bastante, por isso o atraso de meia hora na chegada.

A entrada pela imigração, além de não ter fila, foi feita sem qualquer tipo de pergunta. Eu mesmo, violando minhas próprias leis de entrada em aeroportos, fui perguntar se não precisavam adesivar meu passaporte novo (só tinham dado um carimbaço com a data da entrada). Nada, não existe mais essa de adesivo, agora é tudo pela informação que tá no sistema, na internet.

É bom voltar pra Sydney, deve estar rolando alguma espécie de festa hoje de noite, mas só chegando em casa e comprando um cartão telefônico pra saber exatamente onde e quando.

Me sinto muito seguro por aqui, inclusive usando o laptop na estação de trem, algo que eu não faria em Paris, por exemplo. Lá é primeiro mundo, é tudo muito bonito, mas tem uma certa marginália correndo solta. E eu juro que se eu tivesse que apostar onde foi que meu passaporte foi parar, eu apostaria na mão de um malandro qualquer, com a esperança de achar dinheiro nas clássicas bolsinhas cor-da-pele. Se deu mal (não mais mal que eu), achou só algumas notas de moeda ESLOVENA (vale nada), um ingresso do Mogwai em Sydney (vale nada pra quem tá em Paris) e dois passaportes de um estranho (tem como valer algo? nem sei. sei que já declarei como perdido, então deve ser cancelado).

Enfim, hora de retomar as rédeas da vida e tentar segurar a onda até o passar do ano novo, no mínimo. Que a sorte volte ao meu lado e que, POR FAVOR, esteja na minha gaveta aquele ingresso do Neil Young. Só isso que eu peço como presente de Natal.

0-0-0

Update: pra fechar de vez essa semana altamente desafortunada da minha vida, o ingresso não está lá e tudo indica que nunca verei Neil Young ao vivo. EU JOGUEI PEDRA NA CRUZ. Podem me chamar de burro, de idiota, inconseqüente, essa cagada foi totalmente desnecessária. PRA QUÊ colocar o ingresso ali, sabendo que eu ia viajar? É demais pra mim. Não tou conseguindo mais tolerar minha burrice. Não sou mais meu amigo.

Pelo menos uma coisa que o Nego disse procede: o bom dos ingressos que tu pega na hora do show é que não há risco de perder. Pelo menos o show do My Morning Jacket sozinho tá garantido.

Ultimo tango a Parigi

Buenas, acordando sexta-feira de manhã em Paris. A imigração australiana já tá informada de tudo, já atrelaram meu visto antigo ao passaporte novo, tudo sob controle. Pegarei um trem pro aeroporto e de lá pra Austrália, chego 9 da noite.

O Stan tem uma prova hoje e tá acabando o semestre da faculdade. Depois disso, ele tá indo pra San Francisco, passar seis meses estudando lá, com alguns amigos que conheci naquele dia em que saí com ele. O outro cara, Mathieu, que tá nessa foto, tá indo fazer a mesma coisa, mas em Buenos Aires. Massa. Como viajam esses estudantes franceses. E esse cara é filho de uma italiana com um inglês, morando na França. Ou seja, fala francês, inglês e italiano perfeitamente, sem qualquer sotaque forte, ainda se vira bem em espanhol.

Enfim, vou arrumar minhas malas e garantir que não deixei nada pra trás. Essa cidade é linda mas me dá um azar desgraçado. A última vez que vim aqui, com o Cagado, faltou pouco pra gente se enfocar do topo da Torre Eiffel. E, como da outra vez, acabei ficando praticamente sem uma câmera para registrar as paisagens da cidade. É maldição.

It’s just a shallow grave

Bronte Beach

Bronte Beach

Come see the ripples on the water
As I throw pebbles in the pond
To let the sky go past its surface
Empty my pockets filled with stones
My pockets filled with stones

Come see the sadness of the sailor
As I will scratch his deep blue floor
Already in my years of bad luck
Oh, I broke his mirror long before

Oh when I dive into the water
I’ve raised the bottom to be saved
It’s just a shallow grave

I found the darkness in my neighbor
I found the fire in the frost
I found the season once claimed healthy
Oh, I need the guidance of the lost

But when I dive into the water
I’ve raised the bottom to be saved
It’s just a shallow grave
‘Cause when I dive into the water
I’ve raised the bottom to be saved
It’s just a shallow grave
It’s just a shallow grave

Cher Antoine

Eu sei que é meio sem noção, mas não seria de todo mal se eu tivesse que transferir meu vôo pro sábado. Seria bom ficar um dia a mais em Paris, depois de tudo que aconteceu. Afinal, não faria diferença chegar sábado ou domingo de noite. Mas enfim, azar, vou embora de uma vez. Estou aqui com o Stan e tá sendo divertido. Mas tá tudo pronto pra voltar, tudo certinho.

Stan, eu e Mathieu.

Stan, eu e Mathieu.

Done deal

Ufa, consegui o passaporte novo, tá na mão. Obrigado a todos que ajudaram, MUITO OBRIGADO. Foi praticamente um milagre conseguir fazer um passaporte de um dia.

Agora preciso garantir que a imigração australiana reconheça meu passaporte, por que o número é diferente e meu visto estava atrelado ao outro número, o perdido. Enfim. E também, me dei conta de que o ingresso pro show do Mogwai, que eu comprei antes de ir pro aeroporto, estava junto com os passaportes. Damn. Mas esse eu posso comprar de novo, se quiser. O problema é se eu tinha o ingresso pro show do Neil Young junto, aí fodeu. Esse era quase o triplo do preço e é está esgotado.