Everything hits at once

Hmmm. Poucas novidades essa semana. Deixa-me puxar da memória…

1.Entraram alguns trabalhos aí que podem ser bem interessantes, conto mais se concretizar. Mas tenho certeza de que será um sopro de FRESCOR no meu dia-a-dia, que tem sido levemente entediante, ajudado pela lentidão do meu computador do SERVIÇO, que anda aos cacos. Sair do escritório um pouco me dará um ânimo extra, com certeza.

2.Acabei de assistir todas 3 temporadas do The Mighty Boosh. Excelente.

 Agora tenho uma fila de filmes pra ver(The Bourne Trilogy, El Baño del Papa, Gummo, Cape Fear, Midnight Cowboy, Ned Kelly, rever Y su mama también, Le Scaphandre et le Papillon), além de seguir acompanhando Californication, The Office e ainda um seriado brasileiro da HBO chamado Alice, que a Lisi me mandou e ainda não tentei ver. 

3.Tenho dormido fora de hora, essa semana. Hoje capotei ouvindo um vídeo no Youtube, enquanto o Nego tocava bateria no quarto dele. Acordei uma hora depois, completamente desnorteado.

4.Pois é, o Nego tinha comprado uma bateria eletrônica havia mais ou menos um mês, que nunca chegava, mas chegou nesse sábado de manhã. Apesar de eletrônica, ela faz um certo barulho quando tocada. Se assemelha a alguém esmurrando caixas de papelão com colheres de pau. Ou talvez o som de uma pequena obra interminável no vizinho. Hehe.

É estranho, sábado eu tava dormindo e de repente tava meio acordando e fiquei ouvindo esses barulhos constantes, eu tinha esquecido que a bateria ia chegar de manhã. Eu tava tentando continuar dormindo e não entendia por que aquele bater incessante acontecia. Daí me dei conta e finalmente resolvi levantar. Well, well.

5.Ainda não consegui abordar questão da semana de folga que pretendo tirar quando o Gui estiver aqui. É meio CEDO pra entrar nesses pormenores, mas eu também gostaria de programar a nossa pequena viagem com uma certa antecedência. Preciso achar uma JANELA pra entrar nesse assunto.

6.O tempo tá PÉSSIMO em Sydney nessa semana, hoje fez máxima de 13 graus e choveu muito, com muito vento. Não pude usar minha bicicleta.

7.Reparei que as pessoas aqui costumam clicar bastante nas fotos de pessoas DE TORSO NU ou assemelhados que aparecem no meu blog. Outro dia foram as fotos do Titanic as vencedoras de cliques, agora foram as do francês andando de perna de mola. E a foto que bateu o recorde de acessos disparada aqui nesse novo blog foi aquela que tem umas adolescentes chupando picolé, chegando na praia. Também não quero que ninguém deixe de clicar por que tou falando isso, afinal, não consigo saber QUEM clicou. Apenas, como já disse, gosto de ver essas estatísticas e isso faz essa brincadeira de blog algo mais divertoso.

8.Outra coisa que traz muita gente pra esse blog é o título de um post “You can’t change the way she feels but you can put your arms around her”. Pelo menos três vezes por semana alguém chega aqui buscando por essa frase, que uma das mais belas da clássica “Protection“, do Massive Attack. Aliás, belo clipe dirigido pelo Michel Gondry.

9.De alguns tempos pra cá, passei a sempre tentar mijar quando escovo os dentes antes de dormir. Aquela mijada pra não ficar com vontade na cama, mesmo que seja forçada. Como um cão de Pavlov, agora, mesmo que seja no meio do dia, é eu colocar pasta de dente na escova e dá aquela dorzinha de mijar.

Era wilson, por agora. Dá-le, Grêmio, Greminho, por favor.

12 comentários sobre “Everything hits at once

  1. nao e’ indireta nenhuma, so’ estou comentando o fato de tu ter comprado uma bateria e as impressoes sobre isso, ate’ agora. claro, eu sei que tu le o blog, mas isso nao me impede de comentar isso aqui. se tu nao lesse, eu falaria a mesma coisa e tu nao acharia que e’ uma “indireta”, por que tu nao estaria lendo.

  2. “indireta” porque tu comenta o barulho que faz em vez de simplesmente pedir pra parar se é inconveniente, como deu a entender que é.

    se tu escrevesse aqui “nego, pára de fazer barulho”, só ia ser bizarra a escolha do MEIO, mas ao menos seria uma DIRETA.

  3. o barulho que ela faz é menos agradavel do que o silencio ou do que musica, mas eu não posso pedir pra tu não tocar a bateria que tu comprou. não e’ a mesma coisa que eu pedir pra tu parar de SAPATEAR, sei la’.

    se eu disser “nego, pára de fazer barulho”, tu não vai te simplesmente parar de tocar pra sempre. mas confio no teu bom senso de CONDÔMINO.

  4. claro que não vou parar de tocar pra sempre, mas dependendo eu posso deixar pra outra hora ou, melhor ainda, simplesmente fechar minha janela – que, pelo que me lembro, estava aberta em todas as vezes que toquei até agora. ;]

  5. que eu saiba, não estava aberta. ela realmente faz um certo barulho, tu não deve ouvir por que tá sempre com os fones quando tu toca. se quiser, posso tocar um pouco pra tu ver. hehhe. mas enfim, NO DRAMMAS. se eu quiser te dizer “Nego, pára de tocar”, seria realmente estranho eu usar o blog ao invés de ir bater na tua porta, certo? afinal, o blog é pra GALERE, embora tu seja um leitor assíduo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s